Parque Lago Azul – Umbará – Curitiba

Por
parque lago azul e bairro umbará curitiba

Engano quem achou que eu escreveria sobre o tão popular Parque Barigui.

Nesse post vamos ver um pouco do bairro Umbará e o parque Lago Azul, em Curitiba.

Moro em Curitiba, entre indas e vindas, há mais ou menos 20 anos e não sabia absolutamente nada sobre esse bairro. Havia pesquisado sobre um parque chamado Lago Azul. Querendo um local não tão popular para sentar com calma em tempos de pandemia. Resolvi visitar o tal parque sábado passado.

Veja um pouco da história do bairro Umbará e o que visitar:

1. HISTÓRIA DO BAIRRO

A história do bairro Umbará teve início na segunda metade do século 19, com a chegada de imigrantes poloneses e italianos.

O nome da região tem relação com o solo local, uma terra boa e fértil, de constituição argilosa, mas que se transformava em um terreno barrento quando chovia. Por conta disso, os habitantes nativos o descreviam como um barral, o que a pronúncia dos imigrantes europeus transformou em um bará.

Além do trabalho na lavoura, os imigrantes também tinham em comum a fé. A igreja de São Pedro se constituiu então como um elo entre as etnias e hoje é um importante marco local.

2. PARÓQUIA DE SÃO PEDRO

Paróquia de São Pedro no Umbará teve sua construção concluída em 1938, no bairro de Umbará. A arquitetura da paróquia é de inspiração italiana do arquiteto autodidata João de Mio, que chegou à cidade no auge da imigração italiana no Brasil. Ele chegou à Curitiba por volta de 1872, e se instalou em um dos núcleos que deram origem aos atuais bairros de Pilarzinho, Água Verde, Umbará e Santa Felicidade. ( Guia a semana).

O local é realmente lindo. Pena não ter podido entrar. Estava fechado.

Endereço: Nicola Pelanda, 5000.
3. CASAS

O bairro possui várias chácaras, comércio variado ao longo de sua principal avenida, a Nicola Pelanda e, ultimamente, vem surgindo vários condomínios de casas, mas casas da época da colonização ainda continuam, como a casa “Casarão das Carnes” e o “Restaurante Paulino´s”, além de várias casas em estilo polonês. Vale ver!

Casarão da Carnes: Nicola Pelanda,4660.
Foto: Takeuchi
4. PARQUE LAGO AZUL

Mas creio que o principal atrativo do bairro seja o Parque Lago Azul. Localizado nas proximidades da igreja. Durante as décadas de 60 e 70, o local era propriedade da família Segalla e funcionava como parque particular. O local também era chamado informalmente de praia do curitibano, já que Curitiba não possui praia, mas o local um imenso lago.

Infelizmente hoje, o lago não é mais próprio para banho…

A antiga casa da família Segala foi transformada em restaurante e mantém as mesmas características da década de 1940, época em que o lago foi construído para desviar o curso de um riacho e represar a água para movimentar um moinho de fubá. Apesar de não funcionar mais, continua como a bela paisagem do parque. E com certeza a família, da casa, tinha uma bela vista do lago.

O restaurante traz lanches como: crepes, sanduíches, tapioca, mas traz também o típico prato curitibano: carne de onça e outras opões como pizza, filé com fritas e doces. Tudo a preço bom.

O local, além do lago, restaurante, moinho, traz churrasqueiras espalhadas pelo bosque, mas infelizmente com a pandemia, estavam isoladas. Apenas para descansar.

Todo parque é protegido pela guarda municipal, com um posto logo na entrada, junto ao estacionamento.

Endereço do parque: Rua Colomba Merlin, 476, Umbará

Horário: das 7h às 19h, de segunda a domingo

Já conhecia o parque? Se ainda não conhece, vá!. Tenho certeza que vai gostar!

Procurando acomodação por Curitiba? Clique no mapa

Talvez você também goste desses posts:

3 BAIRROS PARA FICAR EM CURITIBA

5 LOCAIS LEGAIS PELO CENTRO DE CURITIBA

O MERCADO MUNICIPAL DE CURITIBA

Gostou do post? Compartilhe!

.



Sem comentários ainda

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code