7 etapas para tornar-se um nômade digital

Por
Passos para iniciar a vida de nomade digital nômade digital

Nômades digitais, como vimos, são pessoas que trabalham remotamente e viajando, a maior parte do tempo.

Leia mais sobre nomadismo digital aqui e sobre trabalho remoto aqui

Não tem bem certeza se sabe sobre o assunto? Leia aqui sobre o que é nomadismo digital.

Se você já recebe sua aposentadoria ou algum outro tipo de renda fixa, a transição para o estilo de vida nômade é fácil, pois você já tem alguma renda disponível para custear sua viagem. No entanto, se você ainda é muito jovem, há muitas maneiras de preencher essa lacuna financeira com uma renda que você pode ganhar enquanto estiver em trânsito. A tecnologia hoje está tornando cada vez mais fácil combinar pessoas que procuram oportunidades de renda que podem obter enquanto viajam para clientes e empregadores em busca de conjuntos específicos de habilidades. Depois de saber de onde vem sua renda, o resto é bastante simples.

Aqui estão os principais itens que você precisa considerar:

Encontre um emprego que seja independente do local

Como um nômade digital, seu objetivo principal é cumprir sua paixão por viajar pelo seus estado, país ou mundo. Portanto, sua prioridade não é ganhar tanto dinheiro quanto possível, mas ganhar o suficiente para permitir o máximo de liberdade e flexibilidade possível.

Com um pouco de pesquisa, você pode encontrar a renda certa para você, com base em suas habilidades e talentos. Você está no controle aqui, então pode decidir exatamente o que deseja oferecer.

Quer você tenha trabalhado na indústria de serviços, como pesquisador, redator ou qualquer outra coisa, você tem as habilidades de mercado que as pessoas procuram. As funções populares que permitem que você trabalhe remotamente são: redação, gerenciamento de mídia social, marketing de afiliados, tradução, ilustração e design gráfico, programação, assistente virtual, blog, guia turístico, transcrição e a lista continua.

Depois de decidir o campo em que deseja trabalhar, escolha o caminho que melhor se adapta à sua escolha de estilo de vida:

1) Torne-se um Freelancer: Isso permite que você escolha os projetos que deseja, ao mesmo tempo que oferece flexibilidade para viajar. Existem vários sites disponíveis onde você pode encontrar trabalho freelance. Veja aqui.

2) Encontre um emprego remoto em tempo integral: este caminho fornece um fluxo de renda mais consistente. No entanto, pode ser mais restritivo, pois talvez você não consiga criar seu próprio horário de trabalho.

3) Comece seu próprio negócio: se você tiver a motivação e a ambição certas, começar seu próprio negócio online pode ser a melhor opção das três. Você terá controle total sobre sua agenda, receita e até mesmo sobre as decisões que tomar.

Unsplash
Divulgue suas habilidades e serviços por meio de seu próprio site

Se você decidir trabalhar como freelancer ou criar seu próprio negócio, é importante saber como se anunciar desde o início. Administrar um site pode ser divertido e empolgante, e também uma ótima maneira de gerar tráfego útil, a quem você pode vender seu serviço. Você também pode criar uma receita extra por meio de marketing afiliado (recebendo comissão sobre as vendas de produtos da Amazon para os quais você criar um link, por exemplo). Existem excelentes plataformas que o ajudarão a criar um site inteligente, como Wix, WordPress e GoDaddy.

Conheça outros nômades digitais

Você encontrará rapidamente muitos outros que também vivem o estilo de vida nômade, e eles serão uma fonte inesgotável de informações confiáveis, não só sobre dicas e sugestões de viagens, mas também ideias para gerar renda.

Junte-se a grupos do Facebook que estão abertos a expatriados de certos países que você visita. Você também pode descobrir grupos locais através do Meetup.com, onde as pessoas se encontram em grupos com base em seus interesses.

Crie, e viva dentro, de um orçamento realista

Para ajudar a manter suas finanças sob controle durante a viagem, é fundamental criar e manter um orçamento de receitas e despesas.

Depois de saber o que vai fazer a cada mês, planeje sua viagem de acordo com a taxa de câmbio de cada país que escolher visitar. Por exemplo, uma renda mensal de U$ 1.500,00 vai muito mais longe na Tailândia do que na França.

Fique por dentro das coisas importantes

Há uma série de questões práticas que você precisa considerar antes de começar sua aventura nômade digital, como os diferentes requisitos de visto para os países que você está planejando visitar, seguro de viagem, passagens e quaisquer fotos e / ou exames físicos necessários. Como você estará ganhando dinheiro durante a viagem, precisará aprender os prazos para transferências de dinheiro e depósitos diretos, para que sempre tenha acesso ao seu dinheiro quando necessário.

Unsplash
Saber o que você precisa para sua casa e ambiente de trabalho

Isso mudará com cada local. Ainda assim, enquanto você permanece em cada lugar, você precisará encontrar uma boa moradia, seja VRBO, AIRBNB ou outros, um local de trabalho para se concentrar e conexão com a internet, e qualquer outra coisa que você precise para se sentir confortável. Você precisará estabelecer um cronograma, as horas e os dias em que se comprometerá a trabalhar e o prazo de permanência em cada local.

Decida o seu primeiro destino

Depois de arquitetar seu plano, não há motivo para adiá-lo mais. É hora de reservar a primeira passagem para o exterior. Leve em consideração seus requisitos obrigatórios (orçamento, acesso à Internet, etc.) e escolha um local que você esteja mais interessado em explorar. Você fez o trabalho e o planejamento, então tudo o que resta é a diversão. As possibilidades dependem de você. Aproveite a jornada!

Próximo post da série: A relação entre nômade, slow travel e minimalismo.

Você também poderá gostar de:

SINAIS QUE VOCÊ PODE SER UM NÔMADE DIGITAL

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais!

Sem comentários ainda

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code