Prainha – Vila Velha – ES

O que fazer na Prainha em Vila Velha

Prainha. Local onde o Espírito Santo começou. Vamos ver o que visitar.

Vila Velha é um dos locais mais visitados e querido por capixabas e turistas em geral. Seja pelas praias, infraestrutura ou gastronomia. Neste post vamos ver um pedaço de Vila Velha chamado Prainha. Sua história, o que fazer e onde ficar.

HISTÓRIA

Prainha é um bairro de Vila Velha e bem diferente. Com ares de cidade do interior, não parecendo nada com sua vizinha urbana Praia da Costa.

Foi aqui que desembarcou no dia 23 de maio de 1535 Vasco Fernandes Coutinho a bordo de sua caravela e fundou o primeiro povoado do Estado do Espírito Santo onde logo tratou de dividir a capitania em sesmarias, isto é, terras que se diziam abandonadas deveriam ser cultivadas, fomentando, assim, a agricultura e a produtividade e para tudo isso acontecer ele dividiu as terras entre os 60 colonizadores que chegaram em sua companhia.

O QUE VISITAR / FAZER

Com exceção do Convento da Penha, o qual é extremamente turístico, a prainha é pouco conhecida por visitantes de fora. Talvez pelo fato da praia em ser poluída e imprópria para banho. Mas, para quem gosta de um ar de história, locais mas calmos, sem muito turistas, é perfeito para passar umas horas.

Vamos ver o que fazer:

CONVENTO DA PENHA

O Convento da Penha está a 174 metros acima do nível do mar, propiciando uma vista maravilhosa, tanto de Vila Velha, quanto alguns pontos de Vitória. Para subir ao convento, indico fortemente o transporte que ha na entrada do portão principal e NÃO FAÇA como eu, que resolveu subir a pé!!

Quem optar pelas vans terá que desembolsar R$ 3,50 (para subir ou descer) ou R$ 5 (para ida e volta). A compra dos bilhetes pode ser feita apenas com dinheiro (não são aceitos cartões) na portaria do convento.

Se você tem problemas de locomoção, indico não visitar, pois são várias escadas, sobe e desce sem fim, o que poderá lhe causar problemas. Use roupas confortáveis!

No convento você poderá visitar a “Ladeira da Penitência”, o Museu, a ‘Sala dos Milagres”, Ruina dos Escravos e a Sala de Exposição.

38 BATALHÃO DE INFANTARIA

Bem ao pé do Convento da Penha, avistamos o Batalhão de Infantaria, onde existe o Espaço Cultural Forte São Francisco da Barra,aberto à visitação.

O Espaço Cultural Forte São Francisco Xavier da Barra  conta com: um Salão de Honra onde estão expostas as bandeiras históricas do Brasil e retratos dos patronos do Exército Brasileiro, a Sala Vasco Fernandes Coutinho que retrata a história do Espírito Santo, a Sala Duque de Caxias que expõe acervo da 2° Guerra Mundial, uma cantina, um espaço ao ar livre em sua área externa, com uma exuberante vista da baia de Vitória, onde estão localizados os canhões, atualmente desativados, que eram utilizados para defesa do território. Além disso, o 38° Batalhão de Infantaria  abriga a Praça General Tibúrcio na qual estão expostos: um Carro de Combate Blindado M41 C, um busto do patrono do 38° BI, General Antonio Tiburcio Ferreira de Souza, além de diversos armamentos desativados pelo Exército. No interior do Batalhão, um busto do patrono da Infantaria, Brigadeiro Antônio de Sampaio, canhões, dentre outros armamentos desativados pelo Exército.

Atualmente, o Forte são Francisco Xavier da Barra é um importante Espaço Cultural, aberto a visitação é um difusor de cultura, educação, história, civismo e patriotismo. Para agendar visitação ao Forte basta enviar um e-mail para [email protected] no qual deverá constar data e horário em que pretende fazer a visitação, nome completo e o número do documento de identificação de todos os visitante

CASA DA MEMÓRIA

O Museu Etnográfico, mais conhecido como Casa da Memória, possui diversos documentos e um acervo que conta a história do desenvolvimento e desbravamento do Estado.

Também possui um acervo que conta a trajetória de diversos povos que ajudaram a escrever a história do Espírito Santo.

Infelizmente não foi possível fazer fotos dentro do ambiente.

Endereço: Rua Luciano das Neves (ao lado do Museu Homero Massena), Prainha

MUSEU CASA HOMERO MASSENA

Homero Massena foi um pintor e artista mineiro o qual viveu em Prainha. O objetivo maior da preservação da casa é buscar reconstruir o ambiente que viveu e trabalhou o artista. No interior da casa é possível encontrar obras do artista como quadros e objetos pessoais.

Endereço: Rua Beira Mar, 175, Prainha

PRAÇA DA BANDEIRA

A Praça da Bandeira é onde se reúnem todos os locais que contam a história de fundação de Vila Velha, além disso, pode-se observar monumentos como o Obelisco em homenagem a Vasco Coutinho. Alí você encontra também vários bancos para sentar e sentir a atmosfera do local, bem como, se preferir, alugar uma bicicleta pela Tembici e desbravar a área.

IGREJA DO ROSÁRIO

Ela é a Igreja mais antiga do Estado, também conhecida como a mais antiga do Brasil em funcionamento, além disso, a Igreja do Rosário, foi construída no ano de 1535 e é considerada uma das obras idealizadas pelo donatário Vasco Coutinho.

Endereço: Rua Cabo Aylson Simões, 762, Prainha

BARES

Na praça atrás da igreja,você encontra vários bares com mesas na rua, restaurante grill, italiano…. Mas, se você procura o estilo “gourmetoide”, esqueça.Não vi, mas também não procurei.. 🙂

PARQUE DA PRAINHA

Uma grande área verde onde famílias se encontram, há feira, barracas de comida,você pode comprar peixe fresco e ir até a orla da prainha para apreciar Vitória de outro ãngulo.

ONDE FICAR

Pela proximidade da praia da Costa, você poderá ficar na melhor parte de Vila Velha, no mesmo apartamento que eu fiquei. Entre em contato com a Wania e mencione FUIPORAIBLOG na sua reserva. LINK APTO AIRBNB

Você já conhece? O que achou?

Você também poderá gostar de:

PRAIA DA SEREIA – VILA VELHA

O QUE FAZER NA PRAIA DO CANTO – VITORIA

O QUE FAZER NO CENTRO DE VITÓRIA

Deixe seu comentário

error: Oops. Conteúdo protegido !!
Rolar para cima