Comidas romanas que você deve experimentar

Por

 

Enquanto estiver em Roma, notará que  nem todos os seus restaurantes são verdadeiramente “romanos”.

tour gastronomico em roma

Infelizmente, muitos restaurantes atendem aos turistas, servindo comida “italiana” que não é fresca, sazonal ou mesmo romana!

Então, o que é comida romana? Aqui estão algumas das comidas de Roma e da região do Lazio para você saber:

1) BRUSCHETTA:

Há controvérsias. Uns dizem que foi criado na Toscana, outros em Roma. De qualquer forma, hoje a bruschetta é um item básico no menu da maioria dos restaurantes romanos. Um prato muito simples, diz-se que surgiu quando os fabricantes de azeite do século XV tostavam seu pão sobre uma fogueira que costumavam manter quente no inverno e depois testavam seu próprio azeite. Hoje, a receita é praticamente a mesma: um bom pão, esfregado com apenas um pouco de alho ( não é pão de alho … que não existe na Itália!) E coberto com azeite de oliva. Uma das variedades mais populares, é claro, é a bruschetta al pomodoro (com tomate).

2) PECORINO ROMANO:

A resposta de Lazio ao parmigiano-reggiano, pecorino, é um queijo feito com leite de ovelha (o nome vem de pecora, que significa “ovelha”). Duro, salgado e delicioso, o pecorino protegido por D.O.P., é o ingrediente de muitos pratos de massa romana.

3) PORCHETTA:

Não apenas uma comida da Úmbria e da Toscana , a porchetta também é servida em Roma; é a carne de porco jovem e recheado com ervas. É servido em um panino na hora do almoço ou como uma opção antipasto no jantar.

4) CARCIOFI ALLA GIUDIA:

Alcachofras são populares na Itália. Em Roma, existem duas maneiras clássicas de cozinhá-los. Dessa forma, significando “alcachofras judaicas”, é uma receita da antiga comunidade judaica de Roma; envolve fritar alcachofras até ficarem crocantes..

5) CARCIOFI ALLA ROMANA:

Aqui, as alcachofras são cozidas lentamente, tornando-as amanteigadas e macias. Mesmo se você não gosta de alcachofras, tente um desses dois tipos.

 

tour gastronomico em roma

6) FIORI DI ZUCCA:

Estas são as “flores de abobrinha” e aparecem na cozinha romana de todas as formas diferentes; algumas massas vão até incorporá-las. A maneira mais popular (e tradicional), no entanto, é no menu fritti como um antipasto frito ou acompanhamento. É quando eles serão recheados com queijo mussarela, geralmente uma anchova ou duas, e fritos.

7) PUNTARELLE:

Outro acompanhamento romano típico ou antipasto que deve ser servido (e comido!) somente quando estiver na estação: de novembro a fevereiro. Estes brotos crocantes de chicória verde são servidos como salada, temperados com azeite, vinagre, anchovas e alho.

8) PASTA E CETI:

Macarrão com grão de bico. Uma receita muito antiga, simples e deliciosa. Não só isso, mas também é nutritivo! Leguminosas são freqüentemente conhecidas como a carne dos pobres, e essa massa não era diferente. Uma dose saudável de carboidratos e proteínas em um prato simples e barato!

9) PASTA CACIO E PEPE:

Uma das massas romanas “sagradas”, é uma massa servida com queijo pecorino  ralado  , pimenta do reino e misturada com sua própria água de cozimento. É simples, mas surpreendentemente delicioso. Pense nisso como um macarrão picante e queijo!

10) PASTA ALL´AMATRICIANA:

Massa com molho de guanciale (bacon naõ defumado), tomate, um pouco de pimenta vermelha, um pouco de vinho e pecorino. É nomeado após Amatrice, a cidade de Lazio que se diz ter inventado o prato. E enquanto o molho pode ter um pouco de alho, a maioria desaprova a existência de cebolas.

11) PASTA ALLA CARBONARA:

A carbonara  romana adequada  é feita de guanciale ( bacon não defumado) em cubos   ovos e parmesão ou  pecorino …  e é isso.

12) RIGATONI CON PAJATA:

Um macarrão com pajata. O que é pajata? Bem, é o intestino de um cordeiro ou bezerro desmamado (leia-se: alimentado com leite). Esses intestinos são limpos e esfolados, é claro, mas o leite parcialmente digerido, chamado “chyme”, é deixado dentro. Quando cozido, torna-se espesso e cremoso. Geralmente é servido em pequenos tubos com molho de tomate com macarrão. E, embora tudo isso possa parecer nojento, acredite: é muito bom. Aliás, esse é um dos muitos pratos “cucina povera” de Roma , comida criada a partir de miudezas por pessoas que não podiam pagar por mais nada.

13) SALTIMBOCCA ALLA ROMANA:

Vitela envolvida em prosciutto crudo e sálvia e frita rapidamente. Tão terno e saboroso, o nome literalmente significa “pula-na-boca” no dialeto romano.

14) INVOLTINI ALLA ROMANA:

Rolos de carne recheados com cenoura e aipo e servidos em molho de tomate.

Ja conhecia algumas ou todas?

Você poderá gosta tb:

ONDE COMER SEM GLÚTEN EM ROMA

5 DESTINOS ALTERNATIVOS EM LAZIO

tour gastronomico em roma

Cadastre-se no blog para receber atualizações:

     

    Sem tags 0 Comentários

    Sem comentários ainda

    O que você acha?

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *