15 bairros de Roma – Características

Por
15 bairros de Roma para conhecer

Minha segunda vez por Roma e, dessa vez, resolvi explorar bairros, ver e sentir suas características.

Para o turista comum, Roma se resume a visitar Coliseu e área, Panteon, Piazza Navona, Vaticano e alguns mais “aventureiros”, atravessar o Rio e ir a Trastevere.

Roma vai muito além destes locais. Roma dos romanos, sem armadilhas para turistas. Uma cidade rica em comida, arte, arquitetura, vida noturna e tudo mais. Descobrindo seus bairros você encontra várias romas com vários encantos.

Vamos a alguns bairros não muito comuns a turistas em Roma:

1) AVENTINO

O refinado e quase todo residencial bairro Aventino, abriga embaixadas e casas elegantes. Bairro calmo e arborizado, quase não há bares pelo caminho

Há 2 parques e o buraco da fechadura secreto com vista para a Cidade do Vaticano. Ao longo da Viale Aventino, existem restaurantes de fusão contemporâneos e bares da moda que atendem a uma multidão internacional de jovens profissionais que trabalham no prédio das Nações Unidas nas proximidades, ao longo do Circus Maximus.

Metrô – Circo Massimo (Linha B)

2) BORGO

Localizado acima de Trastevere e na fronteira com a Cidade do Vaticano. A fronteira do bairro é marcada por uma muralha medieval que vai do Vaticano a Castel Sant’Angelo, na beira do Tibre. 

Hoje, a área histórica permanece ótima para visitar, mas é cada vez mais invadida por lojas de lembranças e restaurantes ruins.

Metrô – Ottaviano (linha A)

3) CENTRO STORICO

Aqui é onde a maioria dos turistas se encontram.

O centro é fácil de ver a pé. Fique perto do Panteão e você se encontrará a 5 minutos da Fonte de Trevi em uma direção e a 5 minutos do Campo de ‘Fiori na outra. A localização incrível torna um ótimo lugar para ficar durante uma viagem a Roma. Pode não ser a opção mais barata, mas certamente não é ruim. A única desvantagem é que você ficará tão confortável que poderá não sair do centro. Seria uma pena, já que Roma tem tantos bairros interessantes e distintos para explorar. Não há estações de metrô. Suas opções mais próximas serão o Coliseu (linha B) ou a Escadaria Espanhola (linha A).

4) ESQUILINO

Esquilino é onde você encontrará a maior das sete colinas de Roma. Nos tempos romanos antigos, era um dos bairros imperiais.

Hoje, o bairro é um dos mais multiculturais de Roma. Perto do principal terminal ferroviário (estação Termini), Esquilino está passando por um pequeno renascimento, com novos cafés e bares. Pontos turísticos notáveis ​​incluem Santa Maria Maggiore – uma das quatro principais basílicas de Roma. Bairro pouco turístico, mas de fácil acesso a outras partes da cidade.

Metrô: Vittorio Emmanuele (linha A)

5) MONTI

Entre o Coliseu e a Via Nazionale, Monti é pitoresco e conveniente. O bairro possui ótimos bares e lojas de vinho e fica a uma curta caminhada de muitos dos marcos mais importantes de Roma. Embora seja central e bem conectado ao transporte público, também parece uma pequena vila dentro da cidade.

Mais sobre o bairro, veja aqui

Metrô: Cavour (linha B)

6) GARBATELLA

Construído para abrigar trabalhadores na década de 1920, Garbatella possui algumas das arquiteturas mais interessantes de Roma.

No centro do bairro, existem muitas pequenas casas de dois andares construídas com um pátio comum. A áre é diferente do centro mais histórico, mas ainda parece congelada no tempo. Continua sendo um dos bairros mais tradicionais de Roma.

Para ler mais sobre Garbatella, veja aqui

Metrô: Garbatella (linha B)

7) GHETTO – BAIRRO JUDEU

O gueto romano era um gueto judeu estabelecido em 1555 na área nas margens do Tibre, perto de Isola Tiberina. A área estava sob severas restrições e controlada pelo papa até 1870. O bairro atual está cheio de restaurantes tradicionais, que são os melhores lugares da cidade para experimentar a culinária judaica romana.

Leia mais sobre o bairro clicando aqui

Metrô: a parada de metrô mais próxima é Colosseo (Linha B), mas a parada de ônibus Largo Argentina o aproximará muito mais.

8) PIGNETO

Pigneto recebeu o nome da longa fila de pinheiros plantados ao longo da parede da Villa Serventi da região. O bairro era o local favorito do diretor de cinema Pier Paolo Pasolini, que agora ganhou status de cult. Hoje, Pigneto é um bairro de descolados e os cafés e bares legais . A área de pedestres na Via del Pigneto se tornou um importante destino de vida noturna da cidade, mas todo quarto domingo do mês ainda se transforma em um grande mercado de pulgas ao ar livre.

Leia mais sobre Pigneto clicando aqui

Metrô: Pigneto (linha C)

9) PARIOLI

Parioli exclusivo é um bairro residencial e comercial tranquilo a nordeste do centro histórico. Os bares e restaurantes discretos, mas elegantes, atraem romanos ricos, mas a jóia brilhante da área é, sem dúvida, o parque Villa Borghese .

10) PRATI

A Roma tradicional. Bairro mais residencial com avenidas largas e muito verde. Conveniente para quer ir ao Vaticano ou ao centro da cidade.

Possue ótimos restaurantes e um autêntico mercado diário (mercato trionfale)

Metrô: Ottaviano ou Lepanto (linha A)

11) OSTIENSE

O bairro é uma antiga área industrial de Roma a qual se converteu em um bairro com ótima cena de arte de rua, cervejarias artesanais e bares.

Um dos museus mais peculiares mas menos visitados de Roma, o Centrale Montemartini é uma antiga usina industrial que abriga mais de 400 peças de escultura antiga da coleção dos Museus Capitolinos.

Metrô: Piramide (linha B)

12) E.U.R

Embora um pouco fora do comum em termos de locais turísticos típicos, o bairro é uma área notável e fascinante. 

No auge de Mussolini e do regime fascista, o líder queria criar um novo local para a ‘Roma moderna’ prosperar, e ele escolheu esse local por sua proximidade com os portos marítimos (Ostia).

Leia mais sobre E.U.R e o que fazer no bairro clicando aqui

Metrô: Palasport (Linha B)

13) SAN LORENZO

Seguro dizer que turista raramente vai parar nesse bairro. Foi minhas casa por 15 dias e um ótimo bairro para conhecer caminhando.

Originalmente um bairro da classe trabalhadora que foi bombardeado fortemente durante a Segunda Guerra Mundial, a área se reconstruiu rapidamente e se tornou um local animado e um centro cultural para artistas e estudantes emergentes da Universidade La Sapienza. O bairro parece uma mistura de Berlim e Nápoles.

Para ler mais sobre o bairro, veja aqui.

Metrô: Não existe metrô para esse bairro, mas você pode pegar o bonde linha 3.

14) TESTACCIO

O bairro pode não ser o bairro mais bonito de Roma, mas sua rica história mais do que compensa isso. Na antiguidade, o distrito abrigava o porto de Emporium, onde a maior parte do suprimento de comida dos romanos canalizava para a cidade.

Testaccio é aclamado como um bastião da excelência culinária romana, lar de alguns dos melhores restaurantes da Capital (incluindo o incrível mercado de alimentos Testaccio ).

Veja mais sobre Testaccio aqui.

Metrô: Piramide (linha B)

15) TRASTEVERE:

Localizado entre o rio Tibre, o Vaticano e a Colina Janiculum, Trastevere realmente está no meio de tudo! Divididos em dois lados distintos da Viale Trastevere, os visitantes podem encontrar o local ideal de esplendor. No lado de Santa Maria, em Trastevere, turistas e estudantes internacionais se misturam dentro e fora de bares e tabernas com preços razoáveis. Do outro lado da Viale Trastevere, ao sul, um genuíno espírito romano respira em meio a ruas de paralelepípedos.

Metrô: Nenhuma linha. Pegue o ônibus H .

Veja também o posto de como usar transporte público em Roma aqui

Espero ter ajudado você a ter uma ideia mais ampla sobre Roma listando os bairros acima.

Gostou? Compartilhe com amigos!

Sem comentários ainda

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code