Viver na América do Sul – Uruguai parte I

Por
viver no uruguai

Já pensou em mudar definitivo para o Uruguai? Então este post é para você.

Uruguai. Um país que vem sendo falado nos últimos anos e tornou-se o queridinho não só de brasileiros, mas americanos, alemães e outras nacionalidades.

Vamos neste post saber sobre como migrar, pontos positivos e negativos, cidades, preços, clima e educação.

O Uruguai é um país caro? Sim. Em termos gerais, fica em média 36% mais caro do que o Brasil, de acordo com o site Expatisan. Veja foto abaixo.

Em relação a outros países, o Uruguai está 66% mais caro que Argentina, Em relação ao Chile 9% mais caro, mais barato do que os EUA 38%.

Mas, um país caro assim, vale a pena viver nele? Bem, isto depende do seu recurso financeiro e seus objetivos no país. Leia até o fim do post e só você decidirá se vale ou não a pena viver no Uruguai.

ECONOMIA

Em relação à economia tem um dos maiores PIB per capita da América do Sul, perdendo apenas para o Chile. Este vídeo aqui, traz o crescimento do PIB no país desde os anos 90 até 2019. Por conta disso, figura em 48º lugar no índice de qualidade de vida ( Dados completos no site aqui), e o 1º em qualidade de vida/desenvolvimento humano na América Latina.

Outro fato interessante é que o Uruguai se coloca entre os países com menos analfabetismo da América do Sul, com 7,6% de analfabetismo do total da população.

CIDADES

A  população do país é de cerca de 3,5 milhões de habitantes, dos quais 1,8 milhão vivem na capital, Montevidéu, e em sua área metropolitana. Dados Wikipedia.

As principais cidades do país são: Montevidéu, Salto, Ciudad de la Costa, Punta del Este, Paysandú e Las Piedras. Outras menores como: Rivera, Mercedes, Durazno, Melo e Artigas.

MORAR LEGALMENTE

Viver legalmente no Uruguay é relativamente fácil devido ao acordo do Mercosul. Para saber mais sobre todo procedimento, leia aqui

CLIMA

O clima no Uruguai é definido com verões quentes que podem ultrapassar os 33 graus durante o dia, mas mais ameno à noite e invernos ensolarados porém com bastante frio podendo chegar aos 5 graus durante o dia e zero à noite. Outono e primavera com temperaturas durante o dia na casa dos 20 graus.

PONTOS FORTES

1) Segurança: Obviamente que no Uruguai como um todo, acontecem roubos e assaltos, mas comparando co mas principais cidades do Brasil, não chega a ser roubo à mão armada nem agressão. O mais comum é roubo de celular e carteiras. Portanto, em comparação com Brasil, híper seguro.

2) Amabilidade: O povo uruguaio num geral é bem receptivo, simpático e gostam de ajudar. Não tem problema algum com estrangeiros.

3) Saúde: Tanto o sistema de saúde pública quanto privado no Uruguai é muito bom. Funciona!

5) Educação: Ótimo nível educacional no país.

Desvantagem:

Como desvantagem vejo preço de alimentação num geral. Bem caro!

EDUCAÇÃO

A educação no Uruguai passou por várias reformas e hoje é uma educação de qualidade. Tanto pública quanto privada. Como no Brasil, divide-se em pré-escolar, primária, secundária e superior.

Para matricular seu filho (a) em escola pública (primária e secundária), você precisa ter residencia fixa, estar legalizado no Uruguai e ficar atendo às datas de matrícula. Há muita concorrência. Veja como viver legalmente no Uruguai aqui.

Quanto à escola privada ou particular (primária e secundária), mesmo com preços altos, você estará investindo em uma educação de alta qualidade bilíngue e por vezes até trilíngue, com aulas em inglês, italiano e alemão. Além de ter período integral de aulas.

Em referência à graduação, mestrado e doutorado, seja ela pública ou privada, para ingressar, você precisa estar morando legalmente no país e por no mínimo três anos., já que tais cursos tem duração acima de 90 dias (período do visto de turista).

Quem quer ingressar em uma universidade uruguaia e ainda não cumpriu o período de residência pode tentar entrar com um pedido junto à instituição de interesse, que será avaliado pelos responsáveis.

Para ingressar em qualquer faculdade (pública ou particular) é preciso revalidar o ensino médio no CES (Consejo de Educación Secundaria), o que exige que alguns documentos sejam protocolados no país de origem do aluno estrangeiro e, depois, no Uruguai. Para alguns cursos, pode ser que o estudante tenha que cursar determinadas disciplinas a fim de que diploma possa ser reconhecido. Geralmente, todas as informações necessárias para estrangeiros constarão no site da instituição de interesse, mas outros detalhes sobre revalidação podem também ser obtidos na página do CES e também no site da Embaixada do Uruguai no Brasil.

A faculdade pública do país, a UDELAR ((Universidad de la República), possui ótimos cursos, qualidade de ensino e possibilitando residentes não uruguaios a usufruírem de seus cursos. Para mais informações sobre requisitos de ingresso, veja aqui

Universidad de la republica – Montevideo Portal

As principais universidades privadas do Uruguai são: UCU, Universidad de Montevideo, ORT, e UDE.

Informações suficientes para o primeiro post, no segundo da série sobre viver no Uruguai, vamos ver sobre imóveis (compra e aluguel), saúde, também sobre trabalho, como encontrar e requisitos básicos.

Continue na parte II aqui

Sem comentários ainda

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code