Como aproveitar seu ciclo de energia natural

Por
Saiba tudo sobre seu ritmo de trabalho

Você conhece a sua energia natural durante o dia para trabalho e tarefas?

1. INTRODUÇÃO

Muitos de nós temos um padrão de capacidade que está relacionado com o período do dia o qual trabalhamos, humor, problemas emocionais e etc.. Cada um de nós tem o seu “horário nobre”, quando sabemos por experiência, que nossa concentração está mais aguçada, ficamos mais criativos e nosso “período de inatividade”, quando sabemos que aquela parte do dia realizamos poucas coisas. Outras teorias surgiram também para explicar mais racionalmente nossos ciclos.

Principalmente, no trabalho em casa, isso vem mais à tona, já que os que trabalham como freelancer ou autônomos em certas áreas, não precisam de um horário estipulado ou rígido de trabalho. e então podemos perceber mais os nossos pontos fortes e fracos.

Vamos começar pela nossa energia natural.

2. A ENERGIA NATURAL

De uma forma geral, as pessoas podem ser divididas em 3 tipos em termos de energia durante o dia. São elas:

a. “cotovias”: que e levantam de madrugada, já começam a realizar tarefas imediatamente e vão “apagando” quando chega a noite;

b. “corujas”: que ainda estão dormindo no começo da manhã, mas tornam-se mais ativas com a aproximação da noite e que trabalharão, estudarão ou criarão algo a noite toda se necessário;

c. “galinhas”: que ciscam o dia inteiro , sem nenhum pico ou queda nas atividades.

Definitivamente eu sou uma coruja, pois meu pico de concentração é geralmente após às 16h e vai madrugada adentro. E você? qual seu “horário nobre”? Seu poder de concentração é maior logo cedo, quando acorda, tarde da noite, ou é em qualquer outra parte do dia? Para atingir o ponto máximo de eficiência, você deveria, na medida do possível, agendar suas tarefas de forma a combiná-las com seu nível de capacidade. Quando ocorre um desencontro mais sério, sua eficiência é que sofrerá as consequências.

Outra teoria interessante, mas ainda não comprovada totalmente, é a Teoria do Biorritmo.

3. A TEORIA DO BIORRITMO

Outra explicação para os motivos de flutuação de nosso humor de tempos em tempos, de nossas habilidades mentais aumentarem e diminuírem ou da oscilação da nossa energia física é a teoria do biorritmo. Ela é baseada na crença de que nosso corpo funciona constantemente em três ciclos recorrentes. O primeiro é o ciclo físico (força, agilidade e coordenação), o ciclo emocional (saúde mental e humor em geral) e o ciclo intelectual (pensamentos lógicos, memória, vigilância). De acordo co ma teoria do biorritmo, os três ciclos ( físico , emocional e intelectual), se iniciam com o nascimento da pessoa em um ponto zero. De cada um dos ciclos surge uma fase positiva a qual as energias e habilidades associadas a cada ciclo entram em alta atingindo um pico e depois começam a declinar.

Devido as extensões diferentes de cada ciclo , é provável que em um determinado dia é provável que alguns ritmos estejam em alta e outros em baixa. Por isso, raramente você tem dias absolutamente perfeitos ou absolutamente ruins. Para determinar seu biorritmo a Casio possui a calculadora Biolator.

E por último, mas nao menos importante é o Ciclo Circadiano.

4. CICLO CIRCADIANO

Ciclo Circadiano ou Ritmo Circadiano é conhecido popularmente como relógio biológico, aquele que nos indica o horário de acordar, dormir, que nos dá fome perto do horário das refeições e nos deixa um pouco desorientados quando viajamos para países com fuso horário diferente.

Cientistas afirmam que a luz é o principal ativador do relógio biológico e, dessa forma, o nosso corpo está preparado para a vigília durante o dia e o repouso à noite. Pessoas que ficam acordadas e expostas à luz durante a noite forçam seu organismo a alterarem o seu ciclo natural, regido pelos ciclos circadianos, e na maioria das vezes não conseguem modificar esses hábitos. Essas mudanças que afetam os ciclos biológicos provocam uma dessincronização entre o relógio interno e os indicadores temporais externos, sendo necessário um tempo para a pessoa conseguir se readaptar às condições ambientais.

5) CONCLUSÃO

Levando tudo isso em consideração, a verdade é que todos nós somos muito diferentes como as curvas de temperatura, do nosso corpo variam em determinado período, e precisamos aprender as nossas características pessoais. Aí então podemos ter certeza de que nosso horários nobre está sendo usado em nosso próprio benefício e que estamos combinando nossas tarefas com nossos níveis de capacidade.

Veja as tendências e promoções na loja Amazon / Fuiporaíblog para materiais de escritório.

Gostou do post? Compartilhe!

.

Sem comentários ainda

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code