Catânia – Sicília – Parte II

No primeiro post sobre Catânia mencionei a área mais famosa e central da cidade. A Piazza DuomoA partir da Piazza, começaremos a desbravar a cidade.

Logo passando a fonte do elefante, temos a Via Etnea ( o vulcão é Etna e a Via é Etnea). Essa via é importante na cidade.

Locação de temporada

Ela começa justamente na Piazza Duomo e segue até outro ponto importante para visitar. O Giardino Belini

Logo passando a Piazza Duomo, temos a Piazza Università e início Via Etmea

A característica dessa praça são os 4 luminárias de luz em um poste de bronze os quais retratam quatro personagens populares de Catânia.  la giovane Gammazita (Uma vistosa mulher que habitava o castello ursino e era esposa de um soldado), il marinaio Cola Pesce dalle doti subacquee ( lenda de um menino que era metade homem e metade peixe), i fratelli Anfinomo e Anapia ( Dois irmãos que após erupção do vulcão Etna, ajudaram seus pais idosos a escapar), il leggendario paladino catanese Uzeta ( jovem de origem humilde, filho de pobres, ganhou o favor do rei Frederico II, graças à sua coragem e seu valor, tornando-se um cavaleiro).

Ainda na Piazza Università podemos ver os prédios da Università Degli Studi Di Catânia .

O Palazzo dell’Università foi construído em 1434  volere di Alfonso il Magnanimo.

Esse prédio foi destruído por um terremoto em 1693 e novamente atingido por outro terremoto em 1818.

Hoje o prédio funciona como sede administrativa da Universidade.

Em frente do Palazzo dell’Università, encontramos o Palazzo Sangiuliano.

Atualmente as salas são ocupadas por diferentes empresas.

Seguindo pela Via Etnea, encontramos lojas famosas, lojas de departamentos, cafés, restaurantes, o melhor Arancino da cidade, noa Pasticceria Savia ( Via Etnea 300). Mas chegue antes das 12 se quiser achar um local para sentar.

Fotos Via Etnea:

Logo em frente à Pasticceria Savia, temos o Giardino BelliniInteressante conhecer o Jardim e subir até o topo do mirante quando, em dias claros, vemos o monte Etna.

Fotos Giardino Bellini

Voltando à Piazza Duomo e à sua direita, temos a Via Vittorio Emanuele e, na altura no número 266, temos o Teatro Romano o qual presume-se ter sido construído no século II D.C.. Hoje, infelizmente, não tão bem cuidado devido a construções à sua volta.

Obs: A entrada do teatro Romano custa 5,00 Euros (Dez 2006)

Seguindo pelo lado oposto pela Via Vittorio Emanuele e dobrando à esquerda na Via Leonardi, temo o Teatro Massimo Bellini.  Batizado com o nome do compositor Catanês Vicenzo Belini. O teatro foi inaugurado em 21 de maio de 1890 com a perfomance da opera de Bellini chamada Norma.

Locação de temporada

Cadastre-se no site e receba atualizações:

Erro: Formulário de contato não encontrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 1 =

Rolar para cima
Rolar para cima