Canelones – Capital do vinho do Uruguai

Produtores de vinho em canelones e montevideu

O Uruguai é pequeno comparado à Argentina e Brasil, mas pelo que falta em tamanho compensa em diversidade.

O Uruguai possui pelo menos 99 tipos de solo classificados e possui regiões vinícolas que variam de montanhas rochosas costeiras a pampa úmida.

Vamos ver vinícolas de fácil acesso devido estarem bem próximas a Montevidéu e de ótima qualidade, na região de Canelones.

Para entender a área, vamos ver onde este departamento está localizado. Veja que no Uruguai eles não usam a palavra “estado” e sim departamento.

A maior e mais importante região vinícola do Uruguai, Canelones abriga mais de 60% da produção de vinho do país. Está arredores de Montevidéu e portanto, talvez seja por causa de sua localização que Canelones tenha se tornado a capital da produção de vinho – estando convenientemente próximo dos consumidores.

Canelones possui solo rico e pesado, com alguns solos calcários, e é conhecido por ser o lar de Tannat. Na verdade, existem muitas variedades diferentes plantadas aqui (Cabernet Sauvignon, Merlot, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Albariño, Pinot Noir, Viognier … a lista é quase infinita). No entanto, como uma declaração na sobrevivência dos mais aptos, é Tannat que venceu.

Tannat suporta a umidade (Canelones tem uma média de 1000 mm de chuva por ano) e produz vinhos consistentemente de boa qualidade, com ótima cor, acidez e estrutura a cada ano. Os solos pesados ​​são adequados para variedades como Tannat, mas o gerenciamento cuidadoso das vinhas e a viticultura moderna também permitem que uma gama de variedades diferentes funcionem bem, dependendo da safra.

PRODUTORES RECOMENDADOS PARA VISITAR:

1) De Lucca:

O portfólio de vinhos inclui todas as variedades clássicas de Bordeaux, como Cabernet Sauvignon, Merlot e Sauvignon Blanc, no entanto, De Lucca também é fã de Syrah, Marsanne, Pinot Noir e Tannat, além de experimentar o Nero D’Avola, Sangiovese e outros novos variedades.

Veja como visitar clicando aqui

2) Pizzorno:

Com vinhedos em Canelones, você encontrará os suspeitos de sempre na linha de vinhos (Tannat, Merlot, Cabernet Sauvignon), mas também alguns vinhos muito mais incomuns e interessantes, incluindo um Maceration Carbonic ao estilo beaujolais, que resulta em um vinho fresco e frutado perfeito para almoços e noites de verão; e outras variedades interessantes como Arinarnoa e Petit Verdot. Pizzorno também produz um punhado de vinhos espumantes de método tradicional .

Você pode visitar a vinícola para degustações diferentes de seu portfólio e reservar com antecedência para um almoço. Veja como visitar clicando aqui

3) Marichal:

A vinícola, localizada na região vinícola tradicional de Canelones, agora possui um amplo portfólio de vinhos tradicionais e não tradicionais. Tannat é, é claro, o carro-chefe deles, mas Marichal também tem uma forte tendência a Pinot Noir. Mais infos aqui

4) Artesana:

A vinícola boutique Artesana em Las Brujas é o primeiro e ainda único produtor de Zinfandel do Uruguai, talvez sem surpresa como um dos fundadores da Artesana é Blake Heinemann, nascido na Califórnia. Ele se apaixonou pelo Uruguai em uma visita em 2003 e logo plantou uma vinha de 8,5 hectares em parceria com uma das principais vinicultoras do país, Analia Lazaneo. Com foco na viticultura sustentável e na produção de vinhos honestos e orientados para frutas, você pode saborear o portfólio de nichos da Artesana na vinícola no terraço ao ar livre, com vista direta para as vinhas Tannat, Zinfandel, Merlot, Cabernet Franc, Chardonnay e Petit Manseng . Relaxe ao sol enquanto se delicia com vinho e tapas, ou desfaça o botão superior para um almoço de seis pratos no charmoso restaurante ao ar livre. Para conhecer mais visite aqui.

Na sua próxima viagem a Montevidéu, agora poderá visitar um dos produtores da região!

Veja mais posts sobre Montevidéu, aqui.

Veja algumas experiências que você pode ter no Uruguai, tanto presenciais quanto online, feitas por locais. Clique no mapa:

Gostou do post? Compartilhe!

Deixe seu comentário

Rolar para cima