Startups que indenizam passageiros decolam

Por

atraso2 - Startups que indenizam passageiros decolam

Liberfly e Resolvvi aplicam tecnologia às indenizações em casos aéreos como voos cancelados, atrasos e extravio de bagagens.

Se você já teve um voo cancelado, faz parte de um grupo de 12,1 milhões de brasileiros que sofrem do mesmo problema anualmente. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), 112 mil voos são cancelados por ano no Brasil, ou 11,6% do total.

Startups do ramo jurídico (lawtechs e legaltechs) surgiram há poucos anos para atender os consumidores lesados — e começam a tracionar, seja por conta própria ou por investimentos externos. É o caso dos negócios Liberfly e Resolvvi.

atraso - Startups que indenizam passageiros decolam

As startups atuam de forma similar: o consumidor entra no site e cadastra gratuitamente seu caso. Se aprovado, o consumidor cede seus direitos de processo às startups. Elas tentam negociar com as aéreas um termo de recompensa, evitando passivos jurídicos para as companhias de aviação.

Caso não cheguem a um acordo, as startups contratam um escritório de advocacia e representam o consumidor no processo judicial. O consumidor só paga caso ganhar a causa.

Cadastre-se no blog para receber atualizações

Sem tags 0 Comentários 0

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta